terça-feira, 29 de maio de 2007

Óculos

Deixou o som alto na sala, prá poder ouvir enquanto varria o quarto.
Tocaram a campainha.
Estava sozinha.
Abaixou o som, olhou pelo cantinho da porta e viu um homem estranho.
Pensou, pensou e decidiu não abrir.
Ele era grande e forte demais, se quisesse, a empurraria e invadiria com tranqüilidade a casa!
(Final de semana, um pessoal tava comentando na mesa do bar, sobre um cara que estaria invadindo casas de moças solitárias e indefesas!)
Aumentou o volume do som, voltou pro quarto e ouviu de novo a campainha!
Voltou prá sala, abaixou o som e resolveu abrir a porta:
-Oi?!
-Oi! Oh, esqueceram a chave prá fora! Pode passar alguém por aqui e pegar...
-Hãn? Humm... É... Hamm... Obrigada!

6 comentários:

nagila sanches disse...

rsrs
me senti assim...

Miguelito Martinez disse...

Engracado como existem varias pessoas passando por experiencias similares em lugares diferentes, porem num mesmo tempo.

Add seu bolg ok?

Rodrigo Robleño, o Viralata. disse...

Caindo na real!
Prefiro a virtuose de uma amiga virtual.
a uma rotineira amizade de conversas cotidianas...

Pequim...

Miguelito Martinez disse...

Esse texto OCULOS ta perfeito! JA li umas 15 vezes! hehehehehehe...

Bj�o.

Ricardo Siqueira disse...

parou?

Roberto Leonan disse...

Sutil
Como uma pedrada na moral.

Estorvo classico.

Que deve dar-se fim.