sábado, 15 de agosto de 2009

Segunda-feira.

depois da tarde cheia de nó(s),
descubro o que é
pra cobrir o que não existe.

depois de tanto contar tempestade,
e sentir o gosto-mar de lágrima,
te peço aqui.

Sou mar, menino-nuvem!
Mas chove aqui dentro.

4 comentários:

Tarlei Melo disse...

Aqui vai o vento
E o arquivamento
Existe.

Vital disse...

me espera?
é que eu to sempre espeando meus ventos que me fazem...

Ian Lehmann disse...

gosto do jeito como tu joga com as palavras. ^^
qnd eu crescer quero saber fazer assim. xD

Cinco Bombas! disse...

.

Lindaaa.

Pra chover ai dentro,
há de esperar o ciclo
das tempestades.

Quando for levado por eles
Vou com o sol,
queimar toda água

e me afogar
no seu gozo molhado,
profundo e razo.

||
*
*
*
*


.