quarta-feira, 14 de julho de 2010

À tuas mãos

Tuas mãos como boca me contam,
passeiam,
abraçam meus seios antes de dormir
e me confundem,
misturam saliva e suor,
cobrem, descobrem,
esfregam, acariciam,
curam, tuas mãos curam querido.

é isso.

5 comentários:

CJ disse...

woww =)

Meire disse...

que feliz que você está! :)

dani guerra disse...

venho de vez em quando e sempre por aqui, e é tudo sempre tão muito bonito de se ler.
tudo parece florir!

dani guerra. disse...

venho de vez em quando e sempre por aqui, e é tudo sempre tão muito bonito de se ler.
tudo parece florir!

@bamoretti disse...

Muito bom, adorei.