quinta-feira, 12 de agosto de 2010

À Deus.

Hoje, mais que qualquer outro dia, quis escrever.
Não consegui.
Existem coisas que foram feitas pra sentir.

8 comentários:

Jamil S.P. disse...

Isso também acontece comigo, amiúde. Períodos de aridez que vão e que vêm. Mas tudo que você aqui escreve, porque sentido, faz muito sentido, em todos os sentidos.

Daniela Delias disse...

Ô moça que escreve bonito!!!

Emely disse...

.. e Subjetivar a Viver!

Anônimo disse...

Poesia

Gastei uma hora pensando um verso
que a pena não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira.

Carlos Drummond de Andrade

Alexandra disse...

Lindo, lindo, lindo!! Realmente, você escreve muito bem. Parabéns.

Delon disse...

Hoje, ontem e anteontem - vezes quantas queira! - eu senti tanto que sequer lembrei que escrever, ainda que um curto ruído, é uma forma de não ruir.

Beijo pra ti.

co-existe disse...

e que serão guardadas somente pra voce, e pro Silêncio.

paulo_puo disse...

é disso que eu falo!
sinto.