sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Hermes Trismegisto

Baby, agora eu sei: o amor mora onde os olhos brilham!

2 comentários:

Anônimo disse...

panos quentes
água fresca
dente-de-leita
rarIDADE NAda
corpo semente.

meu estomago
algo interligado
à minha garganta, meu peito.
as palavras não sabem dizer
os sons da minha alma.

são tantas as pedaladas
entre ruas, binguéla
fa ve la
pá-vÊ-la
ou-pá-me
sol-tá

no lugar entre as montanhas -
é minas
gerais
"...pessoas-param-atravessam-entram-dançam-no-buraco-da-mata-e-encontram-a-vida..."

Amigo do Tim Maia

Bibi disse...

cantei... me encantei...
por tudo do teu blog!!!

Lindas palavras!!!!