sexta-feira, 30 de março de 2012

coração lambido.

o coração não seca nunca
coração é mar
cor - ação
c - oração
é tudo cor e amor de dentro, pra fora, pro outro e pra voltar.
coração não seca, coração é mar.

  • coração de poeta
  • esse nosso lambido
  • salgado de mar saindo pelos olhos
  • pelo gozo
  • pelo suor
  • a gente não se cansa porque amor não é exercício
  • amor é certo. Amor é leve. amor é.
  • e a gente, gente poeta, gente amante, gente desejo, fica aqui, na beira de uma caneca bonita de café, balançando as perninhas e esperando o próximo gole. Quem será que vai nos engolir?

    • amor é cabeça no ombro, amor é um pedido recusado de café, amor é rejeitar a ideia de que amor tem que ser correspondido. Amor acontece. O tempo todo.
    • tem que sentir, sentir pra não virar pedra, não virar pó. Tem que sentir amor e enviar em pensamento, em cartas, em silêncio. Amor é pra sentir e curar. Esse que diz, que amor tem que ser correspondido não tá bem da cuca. Amor se troca. Quando quer. E eu quero.
    • vou começar trocar amor com o mundo.
    • o mundo inteiro.
    • até ficar bem cheia de amor e não sentir necessidade de dividir com um só minhas alegrias e tristezas, até alguém me resgatar sussurrando: 
      foi só um sonho, vem!



      (Nascido assim, de conversa-inspiração com Cristiano poeta Gouveia.)


2 comentários:

Cristiano disse...

A gente se inspira. Sempre!

Geórgia Maciel disse...

Simples dentro de suas complexibilidades!
Amor!!!